CLINICADACARTILAGEM.COM.BR

Português    English (UK)    |   
 
 
Português    English (UK)   Deutsch    Español    |   
 
 

A denominada "Simples artroscopia de menisco ".

 

Não somente os leigos, mas também muitos médicos, apresentam para seus pacientes a artroscopia para retirada parcial do menisco como uma cirurgia “fácil e sem riscos”.

Para quem já fez muitas cirurgias de joelho, sabe o quanto é difícil um trabalho profissional no corno posterior do menisco interno e quais os riscos que uma cirurgia mal sucedida pode apresentar.

No Brasil, País do futebol, infelizmente as estatísticas oficiais são inexistentes, mas fazendo uma busca dos artigos já publicados para lesões do joelho somente em desportivas podemos encontrar alguns dados interessantes. Dos jogadores de futebol amadores e recreacionais, na faixa de 23 a 27 anos, tanto do sexo masculino como feminino, cerca de 35% dos jogadores sofrem um entorse de joelho, dos quais 65% são lesões meniscais, com uma incidência de 75% de tratamento cirúrgico, com afastamento temporário de cerca de 30 dias das atividades desportivas.

Levando ainda em consideração as lesões meniscais de pacientes não desportistas, ou seja, lesões denominadas de degenerativas, que é o desgaste natural do tempo e uso, acometendo pacientes com mais idade, pode-se imaginar o montante de pessoas que são acometidas por esta “Simples lesão meniscal”.
Os pacientes mal podem acreditar que o tratamento artroscópico do corno posterior do menisco interno   pertence a uma das mais complexas cirurgias artroscópicas. Mas porque esta cirurgia é tão difícil? Simples, porque o corno posterior, a parte de mais difícil acesso do menisco interno, encontra-se na parte posterior do joelho, e em pacientes com ligamentos curtos e músculos desenvolvidos, são muito difíceis de serem vistos. Apesar da abertura da articulação através de manobras específicas durante a cirurgia, muitas vezes nestes pacientes, o espaço para trabalhar é muito pequeno e apertado, sobrando pouco espaço para os instrumentos cirúrgicos. Quando o cirurgião não é muito experiente, não sabendo pequenos truques que levam a um trabalho seguro nesta área, leva muito rapidamente esta “simples cirurgia” para uma catástrofe.
Dor ao caminhar, aumento de volume constante na articulação, piora progressiva após algumas semanas depois desta artroscopia, são alguns sintomas de complicação. Normalmente um exame de Ressonância Magnética deve ser feito para que se tenha um diagnóstico precoce, e que não ocorram lesões mais extensas.
Perante um diagnóstico de lesão meniscal, não escolha o seu cirurgião por comodidades como, proximidade da sua casa, convenio pelo qual ele opera, e sim por sua capacidade e experiência, para que estes riscos diminuam de forma substancial.


dr

Dr. Alcy Vilas Boas Jr., é ortopedista especializado em cirurgia do joelho.

Doutor em medicina pela Universidade Charité de Berlin,

trabalhou 6 anos em Munique na Alemanha como especialista em cirurgia do joelho.



Acesso aos pacientes

Esqueceu sua senha?
Esqueceu seu usuário?