CLINICADACARTILAGEM.COM.BR

Português    English (UK)    |   
 
 
Português    English (UK)   Deutsch    Español    |   
 
 

Diagnóstico

Como podemos reconhecer a artrose? Alguns sintomas característicos, podem nos ajudar a detectar precocemente se estamos sendo vitimas desta condição.

1. Rigidez articular. “Doutor, quando acordo pela manha, os primeiros passos são realmente muito difíceis, parece que falta óleo na minha junta”. Esta é uma frase que ouço freqüentemente em meu consultório, muitos apresentam esta sensação de falta de óleo, ou rigidez nos primeiros passos, o que os faz ter dificuldade para dar os primeiros momentos do dia.

2. Sensação de Fraqueza. “Doutor, quando vou subir escada meu joelho parece fraco e um pouco doloroso, mas pior é para descer, parece que não vou conseguir segurar o meu corpo e tenho que segurar no corrimão e descer bem lentamente”. Esta também é uma queixa freqüente nos pacientes com artrose, a falta de força para subir, devido à insuficiência muscular, e à insegurança para descer, devido à carência  muscular e principalmente ao excessivo contato entre a articulação da patella.

3. Diminuição da mobilidade, sendo difícil abaixar-se como antigamente,  estender ou dobrar completamente as pernas, pois a artrose é uma doença degenerativa, produzindo  um atrito exagerado entre os ossos que compõem a articulação.

4. Uma articulação quente ao toque ou visivelmente “inchada” depois de um exercício moderado ou intenso, sinal de que este atrito entre os ossos produzido pela atividade, provocou um processo inflamatório tendo como  resposta da articulação o aumento do líquido sinovial.

5. Uma articulação que se ouve ou se sente ranger.

Exames radiológicos

artrose-diagnostico-01

artrose-diagnostico-02

Artrose Grau IV com-
partimento lateral.
Joelho com desvio em
valgo. (Perna em “X”).
Artrose Grau IV com-
partimento medial.
Joelho com desvio em
varo. (Perna em “O”).

As tradicionais radiografias devem sempre ser tomadas em duas visões, uma anterior e uma lateral. Ao analisarmos estas duas dimensões, podemos avaliar o grau de comprometimento da articulação.

A radiografia AP (vista anterior, ou de frente) deve ser sempre  feita em pé, pois com o nosso peso corporal os ossos são submetidos a carga, revelando o verdadeiro eixo, sendo ele em varo, neutro ou valgo, como já explicado anteriormente.

Radiografias feitas em posição em decúbito ou deitado, podem ser descartadas, pois não são fidedignas e podem trazer falsas interpretações e  diagnósticos imprescisos, e conseqüentemente, tratamentos inadequados.

A melhor incidência para o diagnostico radiológico da artrose chama-se “Incidência de Rosemberg” e é feita com o paciente em pé, e com o joelho dobrado 30 graus, e com apoio em um pé somente.

As radiografias, contudo, não permitem visualizar a cartilagem, que é o centro do problema da artrose. Deve-se então associar uma Ressonância Magnética para o diagnostico da lesão da cartilagem articular.

Ressonância Magnética


artrose-diagnostico-03 artrose-diagnostico-04

Com a imagem que apresenta a Ressonância Magnética, podemos ter uma idéia detalhada da anatomia da articulação, e seu grau de envolvimento em alguma patologia articular. Evidenciam-se claramente as lesões dos meniscos, ligamentos e principalmente o que é mais importante, lesões da cartilagem articular.

Para além disso, uma segunda RMN, efetuada posteriormente, fornece uma prova objetiva, documentada,  das melhoras - ou do agravamento - da doença.

Com esta informação, o ortopedista pode evidenciar rapidamente se o seu caso é de tratamento cirúrgico ou conservador, e dentre os métodos invasivos, qual melhor se aplica a seu caso, e qual será o prognóstico. O diagnóstico final da artrose, aonde é avaliado o grau de destruição articular, deve ser uma soma de todos os exames anteriores, entre anamnese, exame físico e principalmente radiografias e Ressonância magnética. Apesar deste exame ainda ser considerado caro, é fundamental para a decisão do tratamento.

Sempre questione o seu médico sobre a realização deste exame, pois sem ele a possibilidade de um falso diagnóstico é bastante alta.

Acesso aos pacientes

Esqueceu sua senha?
Esqueceu seu usuário?